Publicidade

Publicidade

04/06/2012 - 22:33

Maria Miss é conto de Guimarães Rosa adaptado para o teatro

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Tania Castello dá vida à Maria Miss

Evil Rebouças transpôs para os palcos o conto Esses Lopes, que narra a trajetória de uma sertaneja que sofre nas mãos de homens machistas de uma mesma família. Sob direção de Yara de Novaes, estão no elenco Tania Casttello, Daniel Alvim e Cacá Amaral

SÃO PAULO – O universo de João Guimarães Rosa, com sua linguagem peculiar e a realidade do sertanejo das Minas Gerais, está retratado no espetáculo Maria Miss, que acaba de estrear no Teatro Eva Herz, e é uma adaptação do conto Esses Lopes, que está no livro Tutameia, do revolucionário escritor mineiro.

A trama é focada nas aventuras e desventuras de Flausina, que, ainda menor de idade, foi praticamente raptada por dois primos, os Lopes, e obrigada a viver ao lado deles. Homens rudes, machistas e violentos mantêm a garota sob o cabresto, mas Flausina — que sempre quis se chamar Maria Miss — consegue “domar” as feras e vira o jogo a seu favor. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
23/05/2012 - 00:53

Conto de Guimarães Rosa ganha adaptação para o teatro

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Peça é baseada em "Esses Lopes", do escritor mineiro

SÃO PAULO – O conto de Guimarães Rosa, publicado no livro Tutaméia, ganha no teatro o nome de Maria Miss. A estreia é dia 29 de maio, terça, às 21 horas, no Teatro Eva Hertz, mas hoje haverá estreia para convidados. A Adaptação é de Evill Rebouças e a direção de Yara de Novaes. No elenco estão Tania Casttello, como Maria Miss, Daniel Alvin e Cacá Amaral.  Cenários e figurinos de Márcio Medina, luz de Wagner Freire e produção da Mesa 2 Produções.

A estreia marca o 45º aniversário de morte de João Guimarães Rosa e celebra os 45 anos do lançamento do livro Tutaméia, obra na qual pela primeira vez o escritor dá voz às mulheres. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,
18/11/2011 - 16:33

Último final de semana de Tio Vânia do Grupo Galpão

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Yara de Novaes dirige "Tio Vania" foto de Guto Muniz

Você tem até domingo para conferir a montagem do grupo mineiro para o clássico de Anton Tchekhov, no SESC Vila Mariana, com direção de Yara Novaes

SÃO PAULO – Um clássico é sempre clássico. E quando se trata de uma peça do escritor e dramaturgo russo Anton Tchekhov aí é imprescindível. Por isso que você não pode deixar de assistir a montagem do Grupo Galpão, de Minas Gerais, para o clássico de Tchekhov Tio Vânia (aos que vierem depois de nós), que encerra temporada de nesse final de semana no SESC Vila Mariana.

Com direção de Yara Novaes, o espetáculo do Galpão já percorreu diversos festivais de teatro pelo país, cumpriu temporada em Belo Horizonte e Rio, além da apresentação no Teatro Vascello (Roma/ Itália) antes dessa temporada paulistana.

Tio Vânia (aos que vierem depois de nós) não é o primeiro trabalho do Galpão com Anton Tchekhov . Em 2008, o grupo participou de um projeto que uniu teatro e cinema: sob direção de Enrique Diaz, o processo de montagem da peça As Três Irmãs, era o roteiro do diretor Eduardo Coutinho para o documentário Moscow. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , , , , , , ,
04/08/2011 - 14:29

Sem Pensar revela atriz

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Cena de "Sem Pensar"

É claro que não se trata de Denise Fraga – há bastante tempo admirada pelo público – e sim de uma jovem atriz, Júlia Novaes, que interpreta Delilah, a filha dela na peça.  Formada pelo Teatro- Escola Célia Helena, a mocinha domina o palco tanto em cenas divertidas como nas mais tocantes. E seu talento sobressai sobre tudo o mais em Sem Pensar.

A peça, que está em cartaz desde maio com casa lotada, acaba de prorrogar a temporada até outubro. Escrita por uma inglesa, Anya Reiss, tem como novidade mostrar o absurdo na vida comum das pessoas que não se respeitam e vivem com pressa. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
06/04/2011 - 13:13

Veja galeria de fotos de Tio Vânia

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes*, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

O Grupo Galpão estreia Tio Vânia no Festival de Curitiba e depois inicia temporada no Galpão Cine Horto, sede da trupe em Belo Horizonte, até junho.

O novo trabalho do grupo, dirigido por Yara de Novaes, chega a São Paulo apenas no final do ano. “Em setembro temos um compromisso nas Europa e depois dele devemos ir para São Paulo”, afirmou o ator Eduardo Moreira.

A estreia nacional ocorre dentro do Festival de  Curitiba, no Teatro Bom Jesus, dia 8 e dia 10 o Galpão repete a dose.[slideshow id=28]

*Michel Fernandes viajou a convite do Festival de Curitiba

Autor: - Categoria(s): GALERIA DE FOTOS, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , ,
15/10/2010 - 01:23

Grupo 3 encena Murilo Rubião

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

"O amor e outros estranhos rumores" -da esquerda para direita Débora Falabella, Rodolfo Vaz, Maurício de Barros - crédito Rodrigo Hypolitho 323

SÃO PAULO – O Grupo 3 de Teatro monta “O Amor e Outros Estranhos Rumores”, baseado na obra do principal escritor brasileiro dedicado exclusivamente ao gênero fantástico, Murilo Rubião. A estreia para o público será neste sábado (16), 21h30, no Tuca. Protagonizado pela atriz Débora Falabella e dirigido por Yara Novaes, quem dirigiu a atriz em peças como “Noites Brancas” e “A Serpente”, a peça conta com a participação especial do ator Rodolfo Vaz (Grupo Galpão).

Adaptado pela dramaturga Silvia Gomez, que despontou no Núcleo de  Dramaturgia do CPT (Centro de Pesquisa Teatral), coordenado por Antunes Filho, e lá sendo encenada a peça “O Sol Cinco Minutos Antes do Meio-dia”, O Amor e Outros Estranhos Rumores” entrelaça três contos de Rubião.

No primeiro, o amor ganha ares de lista contábil, como planilha de Excel. O protagonista chega a declarar “Jandira me custou tantas cartelas de aspirina e tantas passagens de bonde, me saiu por tantos contos de reis”. Um homem que está sempre contabilizando seus ganhos e perdas no amor, um homem que nunca se realiza, um homem que nunca se satisfaz.

"O amor e outros estranhos rumores" Débora Falabella - crédito Rodrigo Hypolitho 059 b

Na segunda trama, um homem meio Barba Azul, colecionador de esposas que vai matando, busca uma felicidade/ um amor inatingível, porque preso no plano da memória.

O terceiro conto adaptado, narra o amor de um marido por sua esposa alienada, imersa num universo próprio e narcísico. Seu apetite material é insaciável e ela não o vê senão como fonte de satisfação de seus desejos Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , ,
Voltar ao topo