Publicidade

Publicidade

16/10/2010 - 18:58

Strindberg era contra as mulheres?

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"O Pelicano", de Strindberg

Em vida foi chamado de misógino. Isso na maravilhosa segunda metade do século 19. Maravilhosa porque sucedia o Romantismo (da primeira metade do mesmo século) que se deu conta da situação de inferioridade com que as mulheres eram tratadas pela sociedade, dando origem ao movimento feminista, já na época do Naturalismo. Em matéria de Naturalismo, os principais autores de teatro foram os nórdicos: Henrik Ibsen (Norueguês) e August Strindberg (sueco). Não houve mulheres como na literatura. E é da peça do autor sueco que falarei.

Strindberg além de top do Naturalismo influenciou o expressionismo e o surrealismo. Mas teve uma mãe como a que aparece na peça “O Pelicano”, em cartaz no teatro Viga, apenas aos sábados (21h) e domingos (19h), insuperável. Não deixe de assistir, pois tem excelente direção de Denise Weinberg. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , ,
Voltar ao topo