Publicidade

Publicidade

26/09/2012 - 20:02

Últimos dias em São Paulo de TôTatiando com Zélia Duncan

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Zélia Duncan, Luiz Tatit e Regina Braga

Neste final de semana a cantora encerra a temporada paulistana do espetáculo em homenagem a Luiz Tatit. Com direção de Regina Braga, Zélia mistura teatro e música só com a obra do compositor paulista

SÃO PAULO – Quando algo me toma, me emociona, quero logo compartilhar com os amigos a emoção vivida. Foi assim com o espetáculo TôTatiando, em que Zélia Duncan homenageia o cantor e compositor paulista Luiz Tatit. Liguei para algumas pessoas logo que saí do Teatro Tuca avisando que a temporada é curta. E agora insisto: neste final de semana (28, 29 e 30 de setembro) são as últimas apresentações deste trabalho ímpar, em que a cantora mescla teatro e música. Como a marca de Tatit é o ‘canto-falado’, Zélia interpreta as canções de maneira peculiar — mesmo contando com os músicos Webster Santos e Tercio Guimarães ao seu lado, em certos momentos ela não usa a melodia e dá vida aos personagens, interpretando-os no palco.

Zélia confessa ter sido influenciada pela chamada vanguarda paulistana dos anos 80, em que Arrigo Barnabé, Itamar Assumpção e os grupos Rumo, Premeditando o Breque e Língua de Trapo agitavam o cenário em apresentações concorridas no Teatro Lira Paulistano, em Pinheiros. Deste fascínio, ela se aproximou de Itamar de quem gravou várias canções. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE, MICHEL FERNANDES RECOMENDA Tags: , , , , , , ,
12/09/2012 - 14:42

Regina Braga e Zélia Duncan no TUCA

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"TôTatiando"

SÃO PAULO – TôTatiando é um espetáculo musical baseado na obra de Luiz Tatit. O objetivo é homenagear o músico e compositor, cujas composições estão sempre presentes nos álbuns lançados por Zélia Duncan. O retorno a capital paulista, depois de estreia no SESC Belenzinho, será neste sábado (15), no TUCA. Em outubro Duncan segue em turnê por diversas capitais, como Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte.

Com direção musical é de Bia Paes Leme, a proposta do projeto é representar as suas músicas, com a criação de personagens. Cada canção contará uma história.

“Não é show. É a proposta de representar algumas de suas músicas, onde eu e minha preciosa diretora, Regina Braga, enxergamos possíveis personagens”, explica Zélia.

A cantora gosta de realizar projetos inusitados. Tem uma trajetória pautada por desafios e o teatro está presente em sua trajetória (chegou a fazer curso de teatro na CAL, Casa das Artes das Laranjeiras, no Rio de janeiro).  Nesse trabalho ela apresentará o aspecto teatral que as obras de Tatit sugerem. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Dança, Música e Cinema, DESTAQUE Tags: , , , , , , ,
19/01/2012 - 21:52

30 anos sem Elis Regina

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Elis Regina, cantora brasileira da MPB

Tinha sete anos quando ela se foi. Ficou sua voz, cercada de emoção, virtuosismo e pungência. Intérprete-fascinação que “inebria, entontece”. Amo suas marcas impressas por dentro desse ouvinte apaixonado. Só posso agradecer por revelar poetas e entoar seus poemas ressaltando suas belezas. Ofereço a você um poema que escrevi e, eternamente, brindarei a você.

AUSÊNCIA

Michel Fernandes – 12 de janeiro de 2012

Chegas rasgando Tudo

Desfias quaisquer caminhos

Já não sei Onde nem Quando

Soube um dia Quem?

Nunca estivestes

E ainda assim nunca notei

Agora, a Distância-Anunciada

Desponta os Fios da Ausência

Agora,

Desvela-te,

Cruel que és.
<a href="“>

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , ,
06/09/2011 - 17:51

Zélia Duncan pelo sabor das palavras

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

"TôTatiando" - Foto João Caldas

Surpresa: além de excelente cantora, Zélia Duncan está atriz em TôTatiando, espetáculo musical dirigido por Regina Braga, em curtíssima temporada no Teatro do SESC Belenzinho. O monólogo musical coloca o foco nas canções de Luiz Tatit e a relação da cantora e compositora com o universo musical dos compositores-cantores da chamada “música independente” de São Paulo, da qual Tatit é dos principais representantes.

No princípio do espetáculo, o público habituado com os shows de Zélia, comporta-se como se a mesma estivesse apenas dando corpo e voz àquelas letras que preenchem de poesia o ambiente, cuja cenografia de Simone Mina aliada à luz de Wagner Freire são cúmplices dessa explosão de beleza. Mas, paulatinamente, percebemos a Zélia-intérprete que, guiada pelo talento, delicadeza e elegância de Regina Braga, evidencia que se está diante de um formato prenhe de signos teatrais.

À começar pelas intervenções em que, por meio de pequenos textos, Zélia Duncan fala à plateia sobre momentos de sua vida afetados diretamente pela música produzida pelos “paulistanos independentes” , bem como a delicada introdução da música Dodói em que emociona ao rememorar Itamar Assumpção, outro destacável “independente”, que, semelhante à técnica adotada por um performer, utiliza Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas Tags: , , , , , , , , ,
02/09/2011 - 05:19

Zélia Duncan estreia no teatro

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (aplauso@gmail.com)

Zélia Duncan mergulha na obra de Luiz Tatit

Um universo rico em imagens poéticas traduzidas em palavras-canções. Assim é o universo musical de Luiz Tatit que seduziu a intérprete Zélia Duncan ao palco do SESC Belenzinho – a partir deste sábado (3) – em sua primeira aventura teatral, TôTatiando, dirigida pela atriz Regina Braga.

Em entrevista exclusiva concedida ao Aplauso Brasil, Zélia Duncan fala mais sobre TôTatiando.

Aplauso Brasil – Como se dá a dramaturgia no roteiro das músicas? Você selecionou canções por temas, personagens, histórias comuns entre as canções, de forma a criar um enredo, ou são histórias que se encerram a cada canção?
Zélia Duncan – Sim, as histórias se encerram a cada canção e a dramaturgia foi feita a partir disso e de textos pequenos que falam de Tatit e minha relação com São Paulo e sua obra.

AB – Como se deu o trabalho proposto por Regina nas interpretações das canções em TôTatiando? Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , , ,
20/05/2011 - 00:09

Elizabeth Bishop encontrou um porto, e você?

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Regina Braga como Bishop - Foto: Joao Caldas

A partir de escritos da poetisa norte-americana Elizabeth Bishop (1911-1979), a dramaturga e jornalista Marta Góes produziu um texto extremamente delicado e comovente, Um Porto Para Elizabeth Bishop, que não perdeu um mínimo de sua intensa qualidade mesmo após 10 anos, quando foi montado pela primeira vez.

Claro que esses acertos  também se devem à maravilhosa interpretação de Regina Braga, à direção, como sempre, competente de José Possi Neto e ao trabalho brilhante e integrado de todos os que se encarregam da parte técnica.

É o caso do singelo cenário de Jean-Pierre Tortil, dos vídeos da Espiral Filmes, da iluminação de Wagner Freire, da assistência de direção de Mônica Sucupira e da trilha sonora de George Freire. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , , ,
04/05/2011 - 17:44

Vem aí: Regina Braga volta à Elizabeth Bishop

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Regina Braga como Bishop - Foto: Joao Caldas

A estreia paulistana da tragédia grega Édipo, de Sófocles, adaptada e dirigida por Elias Andreato, além de confirmar a qualidade apresentada no Festival de Curitiba (CLIQUE AQUI para ler a matéria) anunciou a próxima atração: o monólogo Um Porto Para Elizabeth Bishop, interpretado por Regina Braga, ganha nova temporada a partir do próximo dia 13.

Escrito por Marta Góes e dirigido por José Possi Neto, o espetáculo fala sobre a poetisa norte-americana que ganhou o Pulitzer de poesia (1956) com um livro escrito quando morava no Brasil. A montagem da peça conta com 10 anos de distância. De 2001 pra cá, cresceu aqui no Brasil o prestígio da autora, que foi casada com a brasileira Lota Macedo Soares, urbanista autodidata responsável pela obra do Parque do Flamengo, no Rio de Janeiro. Intelectual, Lota era amiga da elite e de políticos – foi coordenadora geral de obras na gestão do governador Carlos Lacerda.

Ficha técnica – De Marta Goes. Direção de José Possi Neto. Assistente de Direção:Mônica Sucupira. Com Regina Braga. Cenógrafo: Jean Pierre Tortil. Iluminador: Wagner Freire. Trilha Sonora: George Freire. Figurinista: Lu Pimenta. Visagismo: Fabio Namatame. Direção de Produção: Brancalyone Produções Artísticas (Edinho Rodrigues e Elza Costa). Realização: Ágora Produções Teatrais e Artísticas. Assessoria de Imprensa Arteplural Comunicação.

UM PORTO PARA ELIZABETH BISHOP – Estreia dia 13 de maio, às 21 horas, no Teatro Eva Herz da Livraria Cultura – Conjunto Nacional – Avenida Paulista, 2073, Metrô Consolação.Temporada: sextas e sábados às 21h e domingos às 19h. Até 26 de junho. Bilheteria: (11) 3170-4059      . De segunda a sábado, das 14 às 21 horas e aos domingos e feriados, das 12 às 20 horas. Ingressos à venda pela Internet: www.teatroevaherz.com.brouwww.ingresso.com.brVendas/Call-center: 4003-2330. Ingressos– R$ 40,00 (sexta) e R$ 50,00 (sábado e domingo). Compras pelo sistema da ingresso.com, funciona da seguinte maneiraCall-center:(adicional de 20%) Inteira: R$ 60,00 – Meia: R$ 30,00. Internet: (adicional de 15%) Inteira: R$ 57,50 – Meia: R$ 28,75. Os ingressos são retirados na bilheteria do próprio teatro. Formas de pagamento: dinheiro e todos os cartões de débito e crédito – não aceitam cheque.Classificação etária: a partir de 14 anos. Duração: 70min. Capacidade do teatro:166 lugares.

Autor: - Categoria(s): Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , ,
24/09/2009 - 19:06

Maria Rita no Sons da Nova

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michel@aplausobrasil.com)

mariaritasonsdanova

Filha de dois grandes nomes da MPB, ninguém menos que Elis Regina e César Camargo Mariano, Maria Rita é a convidada especial do projeto Sons da Nova, da Nova Brasil FM, rádio que traz em sua programação apenas músicas brasileiras, no mês de outubro. A cantora sobe ao palco do HSBC Brasil no próximo dia 21, como atração do projeto para o mês de outubro.

O repertório alegre traz cançoes do CD e DVD Samba Meu e transforma a cena em roda de samba. No repertório estão Tá Perdoado (popular tema da novela da TV Globo Duas Caras), O Homem Falou,  a faixa-título Samba Meu, além de sucessos dos outros álbuns (Maria Rita e Segundo) como A Festa e Conta Outra.

Amada por uns e odiada por outros, Maria Rita segue trajetória meteórica rumo ao apogeu e, como não podia ser diferente, tem personalidade forte, carisma e voz pra lá de afinada, o que a permite brincar com a voz tal qual fazia sua mãe. Mas isso não é cópia, é, pura e simplesmente, talento de uma fabulosa herança genética.

Sua primeira participação no Sons da Nova se deu em 2008 e, aqueles que como eu, se decepcionou so ouvir o CD Samba Meu, terão ideia do que é capaz uma interpretação esmerada com arranjos idem.

 

PROJETO SONS DA NOVA – MARIA RITA

Data| 21 de outubro

Horário| 21h30h

Local | HSBC Brasil

Endereço | Rua Bragança Paulista, 1281 – Chácara Santo Antônio – São Paulo.

Couvert Artístico| R$60 a R$200

Classificação| 14 anos

Cartão de Crédito | Visa, Mastercard, Credicard e Diners

Cartão de Débito | Visa, Mastercard, Credicard e Diners

Acesso para deficientes | Possui

Estacionamento | Serviço de vallet no local

Vendas| Ingresso Rápido: 11. 4003-1212 ou www.ingressorapido.com.br

Bilheteria do HSBC Brasil: Atendimento de segunda a sábado das 12h às 22h; domingo e feriado das 12h às 20h.

 

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo