Publicidade

Publicidade

30/08/2011 - 17:02

Internet e Stand-Up em questão

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Paulinho Serra - foto Bruno Polengo

Sem sombra de dúvidas, a Internet permite que novos humoristas, ou os Stand-Up Comedy, ganhem notoriedade. O Twitter de Paulinho Serra (@paulinhoserra10), por exemplo, com mais de 287 mil seguidores, exemplifica como as mídias sociais são poderosos aliados na formação das atuais celebridades. Abrindo a programação do segundo semestre do projeto Humor & Companhia – O Humor na Mídia e nas Artes, do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) de São Paulo, às 19h30 de hoje, será realizado o debate Internet: A Disseminação da Stand-Up.

Com a participação dos humoristas Rafael Cortez e Paulinho Serra, o debate será mediado pelo jornalista, cronista e escritor Xico Sá. Durante a discussão, Rafael Cortez e Paulinho Serra farão apresentações pockets de comédia stand-up.

O programa Humor & Companhia acontece mensalmente até novembro e tem por objetivo apresentar e discutir o humor que se faz hoje na mídia impressa, TV e internet e nas artes – cinema, teatro, circo, MPB, artes plásticas, literatura. Entre os artistas e intelectuais que ainda vão participar do ciclo estão Amir Haddad, Antonio Prata, Leda Catunda, Luís Alberto de Abreu, Tadeu Chiarelli e Tutty Vasques.

As senhas para o debate Internet: A Disseminação da Stand-Up devem ser retiradas com uma hora de antecedência, na bilheteria. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , ,
25/11/2009 - 07:14

SP Escola de Teatro abre as portas nesta quinta-feira

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michel@aplausobrasil.com)

Ivam Cabral, diretor-artístico da <i>SP Escola de Teatro</i>

Ivam Cabral, diretor-artístico da SP Escola de Teatro

 

O relógio anda pelo avesso e as expectativas avançam a passos largos. Nesse ritmo escorre o tempo dos envolvidos com a SP Escola de Teatro, pertencente ao governo de São Paulo,  que abre suas portas para o público paulista, nesta quinta-feira (26), com um ciclo de conferências, cujo objetivo é apresentar cada um dos cursos regulares que serão oferecidos: Atuação, Cenografia e Figurino, Direção, Humor, Dramaturgia e Técnicas de palco CLIQUE AQUI para saber mais sobre as disciplinas que têm direção pedagógica de Alberto Guzik).

 “Temos dois tipos de formação: regulares e de difusão. Os cursos regulares têm 2 anos de duração; os de difusão, 64 horas por semestre (aulas uma vez por semana, durante 4 meses). Estes cursos são apoiados nas mais contemporâneas tendências da pedagogia, estruturados em módulos e unidades de formação que visam investigar, refletir e permitir aos alunos a conquista do processo criativo de saber-fazer, que resulta no processo de saber-ser”, explica o ator, dramaturgo e roteirista, um dos fundadores da companhia teatral Os Satyros, Ivam Cabral, diretor artístico da escola (CLIQUE AQUI para ver a equipe completa da SP Escola de Teatro). 

Hoje um coquetel para convidados pretende abrir, em clima festivo, para a classe teatral, amigos e demais formadores de opinião. A SP Escola de Teatro, mas as aulas devem começar apenas em fevereiro, quando as pequenas arestas da reforma do prédio do Brás, onde funcionou por diversos  anos a Oficina Cultural Amacio Mazzaroppi. A Mazzaroppi não encerrou suas atividades para ceder espaço a Escola, mas a abriga enquanto a sede – que será num prédio na Praça Roosevelt – está em obras. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo