Publicidade

Publicidade

06/10/2012 - 15:08

Grupo Galpão com mais Chékhov

Compartilhe: Twitter

Artigo de Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Inez Peixoto em "Eclipse"

Sob a direção de Jurij Alschitz, os mineiros apresentam Eclipse espetáculo inspirado nos contos do dramaturgo russo, em que um grupo fica preso numa sala durante um eclipse solar e refletem sobre a vida

SÃO PAULO – De volta a sua “Viagem a Chékhov”, o grupo mineiro Galpão está em cartaz no SESC Vila Mariana com mais um espetáculo sobre o universo do dramaturgo russo. No final do ano passado a companhia apresentou o clássico Tio Vânia (aos que vierem depois de nós) e, desta vez, o mergulho na obra do autor foi mais profundo. Sob orientação do diretor russo Jurij Alschitz,os atores pesquisaram e leram peças e contos de Chékov para criarem o espetáculo Eclipse. Reclusos numa ampla sala durante o período de um eclipse solar, cinco pessoas refletem sobre a existência humana, discutindo temas de relevância para cada um de nós, como fé, felicidade, solidão, caos.

Por uma grande porta transversal ao palco e um potente foco de luz, os atores entram em cena e anunciam que dentro de instantes um eclipse solar vai acontecer. Ansiosos e alegres com a iminência do peculiar fenômeno natural, os dois homens e as três mulheres começam a divagar, primeiro sobre o eclipse e a reação que ele traz às pessoas; depois as reflexões começam a se tornar mais profundas e agudas. Com o início do eclipse, a porta se fecha e por uns instantes há a escuridão, mas aos poucos a luz ambiente se restabelece e as discussões começam a tomar outros rumos. As reflexões sobre a condição de vida propostas pelo grupo preso na sala têm como base os contos de Chékhov. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE Tags: , , , , , ,
24/09/2012 - 19:04

Eclipse, do Grupo Galpão, estreia no SESC Vila Mariana

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"Eclipse" - Credito Bianca Aun

SÃO PAULO – Depois de finalizar as apresentações dos espetáculos Till, a saga de um herói torto, Romeu e Julieta e Tio Vânia, aos que vierem depois de nós, o Grupo Galpão estreia o inédito, na capital paulista, Eclipse na próxima quinta-feira (27), no Teatro do SESC Vila Mariana.

O diretor Jurij Alschitz assina a direção, dramaturgia, cenografia e figurinos. Olga Lapina é a responsável pela preparação vocal e assistência de direção. Diego Bagagal faz a assistência de direção e figurinos. Ernani Maletta, parceiro do Grupo Galpão em diversos projetos, assina a direção musical e arranjos. A iluminação é de Chico Pelúcio e Bruno Cerezoli.

"Eclipse" - Credito Bianca Aun

A temporada paulistana, que teve início em 28 de julho, com a apresentação de Romeu e Julieta, no Parque da Juventude, faz parte das comemorações dos 30 anos do Galpão e conta com o apoio do SESC, o qual viabilizou a vinda do grupo com trabalhos de representatividade na sua trajetória.

Eclipse é a segunda montagem do Galpão baseada na obra de Antón Chékhov. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias, MICHEL FERNANDES RECOMENDA Tags: , , , , , , , ,
14/09/2012 - 14:00

Julia mistura teatro e cinema

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"Julia" - foto de Gui Maia

SÃO PAULO – Depois de temporada de sucesso no Rio de Janeiro, aclamada com o Prêmio Shell de Melhor Direção, Julia estreia no Sesc Belenzinho, em São Paulo, neste sábado (15), às 21h30. A peça é adaptação do texto clássico Senhorita Julia, de August Strindberg, e tem direção de Christiane Jatahy.

"Julia" - foto de Bruno Tetto

A trama criada por Strindberg se passa no século XIX e apresenta o amor entre a filha do conde e um empregado, um relacionamento intenso que circula entre a paixão e o ódio.

A diretora trouxe o texto, Senhorita Julia, para os dias de hoje: a protagonista, nessa nova versão, é filha de um rico empresário e se apaixona pelo seu chofer, personagem vivido pela primeira vez por um ator negro, o que valoriza mais ainda os preconceitos sociais que ainda persistem no cotidiano. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias Tags: , , , ,
08/09/2012 - 16:31

O desespero da incerteza do porvir é o centro de O Salão de Baile Elétrico

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

Peça do irland^s Enda Ealsh

SÃO PAULO – Chega a causar certa vertigem os longos solilóquios, repletos de detalhes, que são disparados num ritmo que só preserva espaços para a respiração necessária para que os atores de Salão de Baile Elétrico, em cartaz apenas às sextas e sábados no Auditório SESC Pinheiros, consigam   transmitir claramente as palavras criadas por Enda Walsh. Ao dirigir com a simplicidade desejável para dar à luz a poesia do texto interpretada com talento indiscutível, Cristina Cavalcanti desnuda o desespero ansioso do porvir incerto.

São três irmãs que dividem o mesmo teto, sendo que as duas mais velhas – Breda (Angela Barros) e Clara (Lilian Blanc), ambas em interpretações viscerais, a sobrevoar entre o drama, o patético, a volúpia, entre outras paixões, com vigor e talento –  compartilham o trauma da frustração de um relacionamento amoroso não efetivado. O medo ou covardia faz com que ambas permaneçam confinadas na casa revivendo os fatos ocorridos no baile elétrico que motivou suas exclusões do convívio com o tempo real que são compartilhados com Ada (Andréa Tedesco, em excelente interpretação). Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Críticas, DESTAQUE, MICHEL FERNANDES RECOMENDA Tags: , , , , , , , ,
04/09/2012 - 23:33

Segunda edição do Mirada começa nesta quarta

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

México é país homenageado da 2ª edição do MIRADA

SANTOS – O litoral paulista recebe a partir desta quarta-feira (5), até o dia 15, o Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas, realizado pelo SESC São Paulo. Nesta segunda edição, serão apresentados 38 espetáculos. Produções nacionais e internacionais ocuparão teatros, praças e ruas de Santos e de cidades vizinhas, como Praia Grande, Bertioga, Cubatão, Guarujá e São Vicente.

Mundana Companhia de Teatro faz pré-estreia de "Pais e Filhos" - foto de Camila Marquez

O público terá a oportunidade de conferir espetáculos de países como Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Cuba, Espanha, Portugal e México (país homenageado).  Entre os participantes, internacionais, destaque para as produções mexicanas das companhias Teatro Línea de Sombra,  Compañía Tapioca Inn, Por Piedad Producciones, Compañia Nacional de Teatro, Teatro El Farfullero, Artilleria Producciones,  El Milagro e Carretera 45 Teatro.

O Mirada sediará a pré-estreia nacional do espetáculo Pais e Filhos, da Mundana Companhia de Teatro, com direção do russo Adolf Shapiro. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, festivais, Matérias Tags: , , , , , , , , ,
23/08/2012 - 18:22

Um Verão Familiar: novo trabalho da Cia. dos Inquietos

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Ed Moraes em "Um Verão Familiar"

Com texto de João Fábio Cabral e direção de Eric Lenate, o grupo esmiúça a estrutura de uma família por meio do olhar e da memória de Júlio, o filho, vivido por Ed Moraes

SÃO PAULO – Num cenário de poucos elementos,  apenas uma mesa de jantar com cadeiras e um grande tonel de água, Um Verão Familiar, trama de João Fábio Cabral em cartaz no SESC Belenzinho até o dia 9 de setembro, procura analisar em minúcias os bastidores de uma família, constituída de quatro membros: o pai ausente e ao mesmo tempo opressor, a mãe submissa e superprotetora dos rebentos, a filha ingênua, vítima do progenitor, e o primogênito: um garoto sensível, amante das artes e por ser o oposto do pai é sistematicamente oprimido no seio familiar.

No entanto, o público vai descobrindo, aos poucos, como funciona aquela família por meio do relato de Júlio, que retorna ao lar anos depois e relembra o que viveu na infância e adolescência ao lado da família. Como tudo é fruto da memória do rapaz, fica a dúvida do que realmente aconteceu naquele lar, o que é realidade e o que é fantasia dele.

Depois de um grande silêncio, Júlio — numa interpretação tocante de Ed Moraes —, até então submerso no tonel de água, vem à tona e começa seu relato. Inicia sua apresentação dizendo-se ser um jardineiro, amante das flores e das artes. Aos poucos diz que sua paixão pela música vem da infância e suas reminiscências afloram.

Paralelamente ao relato do personagem, Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , ,
03/08/2012 - 15:49

Inscrições para cursos regulares de arte no SESC Pompéia

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

SESC_Oficinas-de-Criatividade-SESC-Pompeia-2012---foto-Paulo-Borgia

SÃO PAULO – A partir de 14 de agosto serão abertas as inscrições para diversos cursos, entre os quais:fotografia, história e crítica de arte, cerâmica, audiovisual, ilustração, quadrinhos, arte têxtil e gravura. Ao todo, são mais de mil vagas em 48 cursos. A duração aproximada é de 4 meses.

As aulas serão ministradas por artistas renomados: Guto Lacaz, Kimi Nii, Carlos Fajardo, Paulo Von Poser, Lourenço Mutarelli, Carla Caffé, Rodrigo Naves, entre outros.

O objetivo é potencializar o uso dos ateliês da unidade e dar oportunidade para que pessoas descubram as suas habilidades para as artes e desenvolvam os seus talentos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Notas e Oportunidades Tags: , , , ,
30/07/2012 - 17:22

SESC Vila Mariana promove Encontro Internacional em Gestão Cultural

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Teatro do SESC Vila Mariana

SÃO PAULO – Entre quarta (1º) e sexta-feira (3), no Teatro do SESC Vila Mariana, um evento que reúne representantes de universidades e instituições de diversos países latino-americanos e europeus, marca a criação do Centro de Pesquisa e Formação do SESC SP.

Com o objetivo de promover discussões sobre a gestão cultural na atualidade e impulsionar ações nessa área, o Centro é composto por três núcleos:  Núcleo de Formação, Núcleo de Pesquisas e Núcleo de Publicações e Difusão – com processos e atividades próprios, mas com conteúdos interligados.

Núcleo de Formação – Encontros, cursos regulares e livres para a formação no campo da cultura e das artes. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , ,
12/07/2012 - 16:03

Um Número discute a clonagem humana e suas implicações

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Um Número" , até 22 de Julho no SESC Belenzinho

Com direção de Pedro Neschling, peça da dramaturga britânica Caryl Churchill traz a São Paulo o consagrado ator Pedro Paulo Rangel, que divide o palco com Pedro Osorio, em curta temporada no SESC Belenzinho

SÃO PAULO – A partir de um experimento científico, a clonagem humana, a dramaturga Caryl Churchill levanta questões intrínsecas do ser humano na peça Um Número, em cartaz no SESC Belenzinho.

Bernard, interpretado por Pedro Osorio, que sempre soube ser filho natural de Salter, brilhantemente vivido por Pedro Paulo Rangel, tem a terrível notícia de que há um número (incerto) de seres iguais a ele. A constatação de que houve a clonagem humana e ele mesmo pode não ser o original provoca uma reviravolta na vida entre pai e filho, com uma acalorada discussão sobre a natureza humana, ética, verdade e princípios, que deixa o espectador ligado na trama nos 60 minutos de duração do espetáculo. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , ,
23/05/2012 - 22:43

Cia. Teatro da Cidade abre processo de criação

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com

Ano passado, a companhia que é dirigida por Claudio Mendel,estreou "Um Dia Ouvi a Lua"

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS – O autor russo Antón Chekov (1860-1904), um dos principais nomes da dramaturgia mundial, terá sua vida e obra (além de obras-primas como as peças A Gaivota e As Três Irmãs, escreveu centenas de contos) como tema de pesquisa da Cia. Teatro da Cidade, de São José dos Campos, que, graças ao apoio do SESC, realiza, até o dia 12 de agosto, uma série de palestras e oficinas abertas ao público objetivando compartilhar o processo de criação.

Completando 22 anos de idade, a Cia. De Teatro da  Cidade traz o projeto Almas Abaixo de Zero que terá a orientação teórica da professora russa Elena Vássina para a criação de cenas, cuja dramaturgia final será de Samir Yazbek.

É possível acompanhar o trabalho do grupo através do blog http://doc-tchecov.blogspot.com.br/.

Maio

Palestras

22 – “A Obra de Anton Tchekhov e o teatro contemporâneo”, com Elena Vássina

29 -“A cenografia para as encenações de Anton Tchekhov”, com Fausto Viana

Horário das palestras: 19h

Oficina

Paisagens sonoras, com Beto Quadros

Dias 26 e 27 (sábado e domingo)

Horário: das 14h às 18h

20 vagas

Junho

Palestra

12 – “O Universo de Tchekhov e a dramaturgia”, com Samir Yazbek

Horário: 19h

Agosto

Oficina

Criação Atoral, com Claudio Mendel e atores da Cia Teatro da Cidade

Dias 11 e 12 (sábado e domingo)

Horário: das 14h às 18h

Serviço:

Almas Abaixo de Zero

Abertura de processo de pesquisa e montagem de novo espetáculo da Cia Teatro da Cidade sobre vida e obra de Anton Tchekhov.

SESC – av. Adhemar de Barros, 999. São José dos Campos/SP.

Telefone para informações: (12) 3941-7631

www.ciateatrodacidade.com.br

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo