Publicidade

Publicidade

04/09/2012 - 23:33

Segunda edição do Mirada começa nesta quarta

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

México é país homenageado da 2ª edição do MIRADA

SANTOS – O litoral paulista recebe a partir desta quarta-feira (5), até o dia 15, o Mirada – Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas, realizado pelo SESC São Paulo. Nesta segunda edição, serão apresentados 38 espetáculos. Produções nacionais e internacionais ocuparão teatros, praças e ruas de Santos e de cidades vizinhas, como Praia Grande, Bertioga, Cubatão, Guarujá e São Vicente.

Mundana Companhia de Teatro faz pré-estreia de "Pais e Filhos" - foto de Camila Marquez

O público terá a oportunidade de conferir espetáculos de países como Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Cuba, Espanha, Portugal e México (país homenageado).  Entre os participantes, internacionais, destaque para as produções mexicanas das companhias Teatro Línea de Sombra,  Compañía Tapioca Inn, Por Piedad Producciones, Compañia Nacional de Teatro, Teatro El Farfullero, Artilleria Producciones,  El Milagro e Carretera 45 Teatro.

O Mirada sediará a pré-estreia nacional do espetáculo Pais e Filhos, da Mundana Companhia de Teatro, com direção do russo Adolf Shapiro. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, festivais, Matérias Tags: , , , , , , , , ,
03/09/2012 - 22:11

Nilton Bicudo e Coisa de Louco chegam ao Teatro Eva Herz

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Coisa de Louco", texto de Fauzi Arap e direção de Elias Andreato

SÃO PAULO – O ator e diretor Nilton Bicudo está de volta co  o solo Coisa de Louco, texto de Fauzi Arap e direção do, também ator e diretor, Elias Andreato, a partir da próxima quarta-feira (5). Com estreia no primeiro semestre deste ano para inaugurar a sala Elias Andreato – dentro do hospital Santa Catarina –, o monólogo que se apresentou no SESC Ipiranga, agora chega ao Teatro Eva Herz.

Coisa de Louco é uma peça em formato de palestra, com humor e teor crítico em que Nilton Bicudo vive Firmino, um contador que é convidado em cima da hora para realizar uma palestra sobre drogas.

Apesar de não dominar o assunto, ele aceita o desafio porque está separado e atolado em dívidas. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Matérias, MICHEL FERNANDES RECOMENDA Tags: , , , , , , , , , , ,
31/08/2012 - 16:17

Peça com Denise Fraga encerra temporada com apresentações gratuitas

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Denise Fraga e Kiko Marques dividem o palco em "Sem Pensar"

SÃO PAULO – Depois de temporada na capital paulistana e viagens pelo Brasil, Sem Pensar faz três apresentações gratuitas no Memorial da América Latina, dias 05, 06 e 07 de setembro.  Para conferir as sessões basta levar 1 kg de feijão, arroz ou 01 lata de leite em pó. A troca de ingressos no Memorial será a partir do dia 04 de setembro, terça, das 14 às 20h.

Denise Fraga e Kiko Marques em "Sem Pensar"

A montagem é estrelada por Denise Fraga e dirigida por Luiz Villaça, cineasta e marido da atriz, que estreia na direção teatral. Além de Denise, estão no elenco: Kiko Marques, Julia Novaes, Kauê Telloli e Virgínia Buckowski, Verônica Sarno, Isabel Wolfenson e Paula Ravache.

A peça, escri tapela jovem escritora britânica, Anya Reiss, aos 17 anos, fala sobre a falta de percepção de si e do outro no cotidiano de uma família. Apresenta um relacionamento familiar em que reina o amor, mas que devido à falta de comunicação os conflitos são constantes. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, DESTAQUE, Matérias, Notas e Oportunidades Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
26/08/2012 - 16:19

New York New York: da Bela Vista à Broadway. Por que não?

Compartilhe: Twitter

Afonso Gentil, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"New York New York"

SÃO PAULO – A explosão recente de montagens de musicais  nos palcos do Rio de Janeiro e de São Paulo tem merecido destaque da imprensa, quer em copiosas resenhas como estampando anúncios de lançamento até em páginas duplas dos jornais.  Cumpre ela, a imprensa, seu papel de formadora de opinião e de aliciamento de plateias.

Tudo estaria no melhor dos mundos não fosse a atitude preconceituosa e caipira de setores da crítica especializada, ridiculamente  oposta ao prazer de multidões  de mentalidade cosmopolita,  que instintivamente unem a arte e o entretenimento sem culpa.

"New York, New York"

AGORA NA BELA VISTA UMA SINGULAR SURPRESA

O progresso técnico artístico da mão de obra dos musicais salta à vista. De onde vem esse batalhão de bailarinos, sapateadores, coreógrafos, cantores, instrumentistas, diretores musicais, maestros, engenheiros de som, além dos costumeiros cenógrafos, figurinistas e iluminadores? Ou outras funções especialíssimas? Juntas, chegam a ocupar páginas  duplas dos “créditos” no programa.

A resposta a gente encontra no empenho de cada um em se aprimorar, com professores de música ou cursos de dança e canto, daqui ou alhures, oferecendo aos produtores, em consequência, currículos de atordoante sedução. Aqui, sem a intromissão das teorias pós-dramáticas de representação dos cursos e de alguns palcos  experimentais, continuamos no melhor dos mundos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas, DESTAQUE Tags: , , , , , , , , , , , , , ,
24/08/2012 - 23:29

Jarbas Homem de Mello dirige musical infantil que estreia no Teatro GEO

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"O Chapeleiro Maluco", texto de Walter Jr., música de Charles Dalla e direção de Jarbas Homem de Mello

SÃO PAULO – Sábado (25) é data duplamente recheada de festividade e responsabilidade para a carreira de Jarbas Homem de Mello: o ator volta a capital paulista como o MC de Cabaret, personagem que lhe rendeu indiacação ao Prêmio Shell de Teatro, e estréia como o diretor do musical O Chapeleiro Maluco que inaugura o horário para as crianças do Teatro GEO.

Pedro Bosnich é "O Chapeleiro Maluco"

Dos mesmos produtores do musical O Fantasma da Máscara, O Chapeleiro Maluco, de Walter Jr. Inspirou-se na saga de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carrol, para criar a história em que a garota, interpretada por Mariana Lilla, precisa retornar ao país das maravilhas, após receber um aviso do gato sorridente, e desvendaro mistério do sumiço de uma coleção de chapéus pertencente ao Chapeleiro Maluco (Pedro Bosnich) que anda assoberbado com a criação de chapéus, a organização de um desfile, além da manutenção de seu estoque de chás e guloseimas.

Tudo isso debaixo da ira da mal-humorada e invejosa Rainha de Copas (Rejani Humphreys) que insiste em cortar as cabeças de todos, caso a coleção não apareça. Começando pela dele. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Matérias Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,
24/08/2012 - 19:33

O Cabaret de Claudia Raia volta a SP

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

Claudia Raia é Sally Bowles em "Cabaret"

SÃO PAULO – Um dos grande espetáculos que estreou na capital paulista ano passado, o musical Cabaret, dirigido  por José Possi Neto e protagonizado pela “diva” Cláudia Raia, que, ao lado de Sandro Chaim, assina a superprodução, volta ao Teatro Procópio Ferreira neste sábado (25), 17h.

Desde sua estréia, em outubro de 2011, Cabaret arrebatou o público, conquistou a crítica e recebeu diversas indicações a prêmios paulistanos, como o Prêmio Shell de Melhor Ator a Jarbas Homem de Mello, o MC, mestre de cerimônias do Kit Kat Club, cabaré decadente situado na Berlim pré-nazista, 1931, em que, entre outros números, a inglesa Sally Bowles (Claudia Raia), apresenta os seus. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): DESTAQUE, Matérias, MICHEL FERNANDES RECOMENDA Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,
20/08/2012 - 00:31

Lilia Cabral traz a São Paulo o sucesso Maria do Caritó

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Lília Cabral é "Maria do Caritó"

De Newton Moreno e direção de João Fonseca, a comédia mostra a atriz como uma solteirona virgem que quer se casar. Com Lilia no elenco estão Eduardo Reyes, Dani Barros, Fernando Neves e Silvia Poggetti

SÃO PAULO – Diversos prêmios, indicações a outros e uma temporada de nove meses de sucesso no Rio de Janeiro, a comédia de Newton Moreno Maria do Caritó acaba de estrear no Teatro FAAP. Lilia Cabral não só vive a protagonista como solicitou a peça ao autor e é uma das produtoras. Envolvimento e entrega totais a um projeto, marca registgrada da atriz, assim como já fez com Divã, sucesso teatral que saltou para as telonas e depois virou série de TV.

Depois de interpretar mulheres densas e sofridas nas telenovelas, desta vez Lilia volta para a comédia, mas com uma personagem que vive um drama. Maria nasceu de um parto difícil, em que a mãe não sobreviveu e seu pai a prometeu a São Djalminha se ela vingasse. Moral da história: a moça permanece virgem até os 50 anos, tem fama de fazer milagres, porém sonha em se casar e faz de tudo para encontrar seu príncipe.

“É cômico para quem vê e trágico para quem vive! A Maria do Caritó sente uma frustração imensa por não ter se realizado como mulher. O que mais me encantou neste texto é que ele fala sobre fé. A personagem não deixa de acreditar”, explica a atriz. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE Tags: , , , , , , , , , ,
19/08/2012 - 20:17

Na pele de Mahatma Gandhi, João Signorelli volta a SP

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

João Signorelli vive o líder espiritual indiano Mahatma Gandhi

No monólogo Gandhi, um líder servidor, o ator vive o pacifista indiano e convoca a plateia a refletir sobre os princípios da não violência

São Paulo – Mais de 10 mil espectadores já conferiram ao monólogo Gandhi, um líder servidor em seus nove anos de temporada por todo o país, agora ele volta à capital paulista para uma temporada de três meses na sala Miriam Muniz do Teatro Ruth Escobar.

João Signorelli encarna com maestria o líder pacifista indiano: mesmo sendo muito mais alto do que Gandhi, o ator entra pelos fundos da sala de espetáculo com um cajado e graças a sua expressão corporal ninguém tem dúvida de que está diante da eminente personalidade histórica mundial. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE Tags: , , , , , , , , ,
16/08/2012 - 23:59

Rabbit coloca em cena a crise dos 30 anos

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"Rabbit" - foto lexandre Charro

Com direção de Eric Lenate, a Companhia Delas de Teatro encena pela primeira vez no Brasil um texto da premiada dramaturga britânica Nina Raine

SÃO  PAULO – Tudo acontece numa noite, numa casa noturna, durante a comemoração de aniversário de Bella. Com tudo para ser só alegria e diversão, o quadro proposto pela dramaturga inglesa Nina Raine em Rabbit (em cartaz no Teatro Eva Herz) é totalmente o oposto. Bella — interpretada em esquema de rodízio por Julia Ianina e Paula Weinfeld —, faz 29 anos e, mesmo sendo uma profissional bem-sucedida, está em crise existencial. Emocionalmente inconstante, ela convidou alguns amigos que não se conhecem para a festa, mas no fundo não desejava estar ali. É que seu pai, vivido por Nelson Baskerville, está na UTI de um hospital, em estado terminal. Para completar a situação, os convidados estão na mesma condição da anfitriã, ou seja, colhem bons frutos na profissão, mas não sabem lidar com seus sentimentos. A crise não é só da aniversariante, mas de toda uma geração que beira os 30 anos em pleno início do século 21 — a peça foi escrita e apresentada em Londres em 2006.

Bella esconde de seus convidados a situação do pai, exceto de Emily (Lilian Damasceno), que é médica. A peça começa somente com as duas em cena e Emily questiona a amiga sobre a razão da comemoração em virtude da saúde de seu pai; no entanto, a aniversariante diz que precisa extravasar e se divertir.

Aos poucos os demais convidados vão chegando: Tom (Ricardo Estevam) é o primeiro e em seguida Richard (Jeronimo Martins). Ambos tiveram relacionamento com Bella; por último é vez de Sandy (Fernanda Castello Branco). Eles não se conhecem e, com a ajuda do álcool, todos se soltam e as verdades começam a surgir. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores, DESTAQUE Tags: , , , , , , ,
10/08/2012 - 17:13

Bibi Ferreira canta e conta histórias de seus 90 anos de vida

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Aplauso Brasil/ iG (Michel@aplausobrasil.com)

"Bibi Ferreira - Histórias e Canções"

SÃO PAULO – Na última terça-feira, no Programa do Jô, TV Globo, desfrutamos de belíssima homenagem à Bibi Ferreira, que ganhou todos os blocos do programa só para ela, recebendo ilustres depoimentos de figuras ímpares da arte brasileira como Antunes Filho e Chico Buarque. Mais que merecida celebração para receber a breve temporada de Bibi – Histórias e Canções que estreia hoje e fica em cartaz, no Teatro Frei Caneca (Shopping Frei Caneca), até 30 de setembro.

"Bibi Ferreira - Histórias e Canções"

Filha do grande ator cômico Procópio Ferreira, Bibi, acompanhada por orquestra composta por 21 músicos regidos pelo Maestro Flávio Mendes, canta canções de espetáculos antológicos de sua carreira como Gota D’ Água, Piaf, a Vida de Uma Estrela da Canção e Bibi Ferreira Vive Amália Rodrigues, entre tantos outros que permeiam os 90 anos de vigorosa vida que, ao lado de célebres solilóquios que interpretou, costuram o espetáculo que traz em seu repertório canções de clássicos da música  brasileira, trechos de óperas etc.

O espetáculo abre, em novembro, o Ano do Brasil em Portugal, e no dia 21 do mesmo mês segue para Nova Iorque, onde se apresenta no Lincoln Center. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema, DESTAQUE, Matérias, MICHEL FERNANDES RECOMENDA Tags: , , , , , , , ,
Voltar ao topo