Publicidade

Publicidade

09/01/2012 - 16:11

Saiba quem são as “mimosas” da Praça Tiradentes

Compartilhe: Twitter

Luís Francisco Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil (lfw@aplausobrasil.com)

Elenco de "As Mimosas da Praça Tiradentes"

RIO DE JANEIRO – Com texto inédito, As Mimosas da Praça Tiradentes é uma espécie de Priscilla, a Rainha do Deserto à brasileira. O espetáculo também historicamente bebe em uma tradição carioca, que foram os grandes shows de artistas transformistas.

Claudio Tovar, César Augusto, Gustavo Gasparani, Jonas Hammar, Marya Bravo e Milton Filho, experientes atores de outros importantes musicais, dão vida às drags: Lola, a imperatriz, Samantha Overbook, Vanilla Cherry, Miguelito Cigano, Divina Rúbia e Catula de Montecarlo.

Na peça um grupo de transformistas ensaia um show para arrecadar fundos em prol do Cabaré das Mimosas, ameaçado de fechar suas portas. Ao longo dos ensaios são reveladas as histórias das personagens e suas relações pessoais. Cada uma delas representa um período da Praça Tiradentes – são negros, ciganos, vedetes, dançarinas de gafieira, a corte portuguesa e os estrangeiros que ao longo do tempo ajudaram a construir a identidade desta região. Alternando números musicais com cenas dramáticas, o espetáculo cria um mosaico de acontecimentos e fatos que mostra a importância e a razão pela qual a Praça Tiradentes foi considerada uma das regiões mais tradicionais do Rio de Janeiro, sendo conhecida, por muito tempo, como a Broadway brasileira. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Matérias Tags: , , , , , ,
18/02/2011 - 03:15

Resgatando o Besteirol

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, do Aplauso Brasil (michel@aplausobrasil.com)

Maurício Machado em "Solidão - A Comédia" - foto de Guga Melgar

(RJ) Mesmo com todas as controvérsias que o título besteirol ocasiona aos artistas criadores do gênero, uma crítica da década de 1980 substantivou esse estilo teatral e o nome continua até hoje. Para homenagear o estilo e um de seus principais representantes, o autor Vicente Pereira, o Teatro Cândido Mendes recebe até abril o monólogo Solidão – A Comédia, sob direção de Cláudio Tovar, além da exposição Assim Era o Besteirol.

O ator Maurício Machado dá vida aos inúmeros tipos que povoam os esquetes que compõem Solidão – A Comédia, todos solitários, como uma prostituta que decide telefonar para seus ex-clientes procurando companhia e uma jovem à espera numa mesa de bar.

Em entrevista a Michel Fernandes, o ator Maurício Machado fala sobre a homenagem ao Besteirol, a montagem de Solidão – A Comédia e outros projetos.

Michel Fernandes – Por que a decisão de resgatar e homenagear o Besteirol? O que mais o toca nesse gênero teatral? Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , ,
Voltar ao topo