Publicidade

Publicidade

19/09/2012 - 13:20

Isso É O Que Ela Pensa re-estreia em São Paulo

Compartilhe: Twitter

Nanda Rovere, especial para o Aplauso Brasil (nanda@aplausobrasil.com)

"Isso é o Que Ela Pensa" volta no Viga Espaço Cênico

SÃO PAULO – A peça, que já esteve em cartaz na capital paulista e passou por Brasília, volta em curta temporada, no Viga Espaço Cênico. A re-estreia é nesta quinta-feira (20), às 21h, no Viga Espaço Cênico. A direção é de Alexandre Tenório e no elenco estão os atores Denise Weinberg, Clarissa Rockenbach, Maristela Chelala, Eduardo Muniz, Francisco Brêtas, Flavio Faustinoni, Mário César Camargo e Mário Borges.

Isso É O Que Ela Pensa, do escritor inglês Alan Ayckbourn, é considerado um dos seus trabalhos mais polêmicos do escritor, que trata de loucura, fé e desintegração familiar.

A montagem gira em torno da história de Susan, uma mulher de meia idade que vai se distanciando aos poucos da realidade. A protagonista, vivida pela atriz Denise Weinberg, sonha com uma família que lhe dê atenção, já que na vida real ela convive com pessoas depressivas e envolvidas com os problemas e interesses pessoais. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , , , ,
30/04/2012 - 19:52

Rilke é protagonista de solo

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone, editor do Favo do Mellone site parceiro do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Ivo Müller vive Rainer Maria Rilke

Na pele do poeta, Ivo Müller novamente encena Cartas a um Jovem Poeta, que reúne cartas, poemas e trechos da obra do autor, considerado o maior poeta da língua alemã do século 20

Cartas a um jovem poeta

O senhor está olhando para fora, e é justamente o que menos deveria fazer neste momento. Ninguém o pode aconselhar ou ajudar, — ninguém. Não há senão um caminho. Procure entrar em si mesmo. Investigue o motivo que o manda escrever; examine se estende suas raízes pelos recantos mais profundos de sua alma; confesse a si mesmo: morreria, se lhe fosse vedado escrever?

(tradução de Paulo Rónai)

SÃO PAULO – Num cenário que reproduz o quarto em que Rainer Maria Rilke escrevia (apenas uma escrivaninha, cadeira, um mancebo, outra cadeira de balanço e alguns bonecos), o ator Ivo Müller, responsável também pela adaptação e direção do espetáculo, encarna o poeta no solo Cartas a um Jovem Poeta, que está de volta em nova temporada, agora no Viga Espaço Cênico até o final de maio.

Além da correspondência que Rilke manteve com o jovem indeciso entre a carreira literária e a militar — Franz Kappus representado no palco por um boneco que permanece de costas para a plateia—, a peça reúne também cartas que ele enviou à escritora russa Lou Salomé, além de poemas e trechos de outros livros do escritor. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , , , , , ,
01/11/2011 - 16:17

Novelo faz radiografia sobre o homem contemporâneo

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplauso@gmail.com)

"Novelo" faz quarta temporada no Viga Espaço Cênico

Com texto de Nanna de Castro e direção de Zé Henrique de Paula, a peça é o reencontro no saguão de um hospital de cinco irmãos após saberem que um homem na UTI pode ser o pai que os abandonou há 20 anos

SÃO PAULO – Em sua quarta temporada (a estreia foi no ano passado), Novelo, em cartaz no Viga Espaço Cênico, surpreende de imediato. O público entra na sala de exibição e os cinco atores já estão em cena; detalhe: todos com agulhas e linha tricotando (literalmente) cachecol, echarpe e blusa. E melhor ainda, com desenvoltura e firmeza!

Só depois de todos se acomodarem e apagadas as luzes da plateia é que a peça de Nanna de Castro tem prosseguimento. São cinco irmãos que aprenderam a tricotar com a mãe e estão no saguão de um hospital público depois de serem chamados porque um homem foi espancado e levado à UTI; esse homem, que tinha no bolso da calça os telefones dos rapazes, pode ser o pai que os abandonou há mais de 20 anos. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Artigos, Resenhas e Crônicas, Colaboradores Tags: , , , , , , , , ,
26/09/2011 - 18:08

As Cegas: misto de dança e teatro discute a mortalidade

Compartilhe: Twitter

Maurício Mellone* (aplauso@gmail.com)

"As Cegas" em cartaz no Viga Espaço Cênico, quartas e quintas

Com texto e direção de Cláudia Maria de Vasconcellos, o espetáculo faz uma sátira ao mundo tecnológico de hoje e como o homem ainda não sabe lidar com a morte. No elenco, Gil Grossi, Neca Zarvos e Vera Bonilha

A morte rondando tanto uma cega como uma psiquiatra, que vive plugada em todos os aparelhos da mais alta tecnologia dos tempos atuais. Esse o mote do espetáculo que se apresenta no Viga Espaço Cênico, As Cegas, texto e direção de Cláudia Maria de Vasconcellos.

O enredo foi criado a partir de estudo e pesquisa do grupo, além de entrevistas com filósofos e psiquiatras sobre a mortalidade. O resultado é um espetáculo com poucas palavras, que são substituídas por gestos, dança e pantomima.

Como em CataDores (em cartaz no Teatro Eva Herz), Cláudia retoma o tema da morte e a incapacidade do homem de lidar com ela. Se naquele texto eram dois palhaços que questionavam o cotidiano rotineiro, a repetição de atos e sentimentos (viver é estar à espera da morte?), em As Cegas a autora personifica a morte. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , ,
16/10/2010 - 18:58

Strindberg era contra as mulheres?

Compartilhe: Twitter

Maria Lúcia Candeias, especial para o Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

"O Pelicano", de Strindberg

Em vida foi chamado de misógino. Isso na maravilhosa segunda metade do século 19. Maravilhosa porque sucedia o Romantismo (da primeira metade do mesmo século) que se deu conta da situação de inferioridade com que as mulheres eram tratadas pela sociedade, dando origem ao movimento feminista, já na época do Naturalismo. Em matéria de Naturalismo, os principais autores de teatro foram os nórdicos: Henrik Ibsen (Norueguês) e August Strindberg (sueco). Não houve mulheres como na literatura. E é da peça do autor sueco que falarei.

Strindberg além de top do Naturalismo influenciou o expressionismo e o surrealismo. Mas teve uma mãe como a que aparece na peça “O Pelicano”, em cartaz no teatro Viga, apenas aos sábados (21h) e domingos (19h), insuperável. Não deixe de assistir, pois tem excelente direção de Denise Weinberg. Leia mais »

Autor: - Categoria(s): Colaboradores, Críticas Tags: , , , , ,
Voltar ao topo