Publicidade

Publicidade

08/06/2012 - 02:05

Cole Porter e Oscar Wilde em apresentação gratuita

Compartilhe: Twitter

Redação do Aplauso Brasil (aplausobrasil@aplausobrasil.com)

Carlos Navas e Ando Camargo em "Wilde Meets Porter", por Tadeu Lopparare

SÃO PAULO – Dois gênios de língua inglesa, embora ambos não sejam ingleses, tem suas obras revisitadas em Wilde Meets Porter, dirigido por Cássio Scapin, espetáculo que terá apresentações gratuitas durante todas as sextas-feiras de junho, a partir de hoje, no Espaço Mário Chamie do Centro Cultural São Paulo.

Em cena, um ator (Ando Camargo), um cantor (Carlos Navas) e um pianista. A ironia dos textos do autor e a delicadeza melódica dos clássicos de um compositor eterno. Versos, trovas e notas atemporais, rebuscadas e sensíveis refletindo sobre a questão do relacionamento humano: a solidão, os fracassos amorosos, o desvario das paixões. Na atmosfera de um quase cabaré,  a serviço do humor, do sarcasmo, do bom gosto e da ousadia numa entrega delicada e, ao mesmo tempo, arrebatadora.

Textos

Trechos de O Retrato de Dorian Gray, Salomé, O Príncipe feliz e outras histórias,  A Balada do Cárcere de Reading”, De Profundis, A importância de ser fervoroso e Um Marido ideal.

Canções

  1. LET´S DO IT Leia mais »
Autor: - Categoria(s): Dança, Música e Cinema, DESTAQUE, Multimídia Tags: , , ,
28/01/2010 - 00:40

Travesties estreia no Festival de Curitiba

Compartilhe: Twitter

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo (michelfernandes@superig.com.br)

Montagem norte-americana de <i>Travesties</i>

Montagem norte-americana de Travesties

Por problemas de produção, ano passado, o Festival de Curitiba não foi palco da estreia nacional de Rock and Roll (2006), do inglês Tom Stoppard, conforme anunciamos. Mas os que admiram o trabalho do autor de Rosencrantz e Guildersten Estão Mortos terá sua recompensa na edição 2010 do Festival, com um texto de 1970 de Stoppard, conhecido pela massa depois do filme Shakespeare Apaixonado, com a estreia nacional de Travesties.

Encenado por Caetano Vilela, Travesties é o primeiro trabalho sem a direção de seu fundador, Gerald Thomas, que disse ter desistido do teatro: a Cia. Ópera Seca, criada em 1985. O enredo se passa na época da Revolução Russa, em Zurique, na Suíça, e mescla à ficção encontros nunca acontecidos entre personagens que são parte do pensamento intelecto-artístico e social do século 20, além do diálogo meta teatral com a peça do irlandês Oscar Wilde, A Importância de Ser Prudente e os respectivos personagens dessa farsa.

A peça estreará no palco do Teatro Guairá, mas o diretor Caetano Vilela (que acaba de sofrer um assalto à mão armada, dentro de um estacionamento, e perder seu carro) ainda busca patrocínio para temporada em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Autor: - Categoria(s): Matérias Tags: , , , , , , , , , ,
Voltar ao topo